(10 FORMAS PRA VOCÊ COMEÇAR JÁ!)

90a5804682c3fce27f2c827712803f7e

1- Repense o seu consumo: será que a gente precisa mesmo comprar tantas coisas? Repensar o que a gente consome é o primeiro passo para levar uma vida mais responsável. Eu gosto sempre de me fazer 3 perguntas: quero? posso? preciso? Se não for a resposta para alguma delas então aquela compra pode ser evitada e substituída por outras alternativas, como o empréstimo, compartilhamento, troca e tantas outras coisas que não envolvam compra em si. A gente vive numa sociedade que diz que comprar é a solução pra todos os problemas, mas, muitas vezes, por mais verde que seja um produto, aquela compra não é realmente necessária.

2 – Questione-se sobre suas atitudes: Você compra sem pensar, usa o carro para ir até a esquina, toma banhos de 1 hora, só come produtos industrializados e cheios de embalagem, vai em fast fashions comprar roupas com frequência, muda de carro, de sapatos toda hora? Será que não chegou a hora de pensar e refletir sobre as suas atitudes diárias? A  gente muda o mundo mudando primeiro nossa conduta cotidiana.

3- Seja curioso e busque saber como os produtos são feitos: você sabe quem fez suas roupas? Como a comida chegou até a sua casa? Quem cozinhou? Quem costurou? Quais os impactos de produção, transporte, armazenamento das coisas que você usa todo dia? Daquele shampoo, daquele remédio, daquele produto de limpeza? Seja curioso e questione as marcas sobre como as coisas são feitas e por quem.

4- Compartilhe: se tem uma coisa que está chegando com força é a economia do compartilhamento. A gente já não precisa mais ter as coisas, e sim pedir emprestado quando precisamos. Procure por essas iniciativas – O Tem Açúcar é um site incrível de compartilhamento. Hoje em dia compartilhamos um montão de coisas: bicicletas, carros, roupas, livros. Bora dividir!

5- Troque o carro pela bicicleta ou transporte coletivo: ahhhh, o carroooooooo (sempre um tabu). Eu mesma não tenho carro e não sinto a menor necessidade de comprar um (nem pretendo!) e digo: vida sem carro é possível minha gente! Desde sempre somos ensinamos que ter carro é bacana, sinal de sucesso, traz liberdade (#sóquenão). Eu fui descobrir o que era liberdade de verdade quando comprei uma bicicleta – e além da liberdade, redescobri a cidade, me tornei mais humana. Mas claro, as vezes preciso ir pra muito longe, aí eu uso o ônibus, que me leva igualzinho até onde preciso chegar com a vantagem de não precisar dirigir!

6 – Participe dos movimentos locais: a feira do bairro, o coletivo de bicicleta, o evento de designers locais, as reuniões da galera, os grupos de ocupação do espaço público – tudo isso nos conecta com pessoas diferentes, com olhares diferentes e nos deixa mais ligados à cidade, entendendo seus problemas e buscando soluções, promovendo a união e nos fazendo repensar um montão de coisas.

7- Entenda que o lixo é nossa responsabilidade: muita gente acha que é só colocar o lixo na lixeira e ele desaparece completamente da vida da gente. Mas sabemos que na verdade não é assim que acontece, só passamos a responsabilidade pra outra pessoa cuidar disso – e muitas vezes de qualquer jeito. Separe o lixo orgânico e reciclável e prefira consumir produtos sem embalagem, comprando a granel. O site Um Ano sem Lixo, da Cristal Muniz, tem dicas preciosas para pensar o lixo de outra forma.

8- Cuide das suas coisas: cuide para que as suas coisas durem – roupas, objetos, eletrodomésticos. Se a gente cuida não precisa trocar com frequência – você já viu a montanha de coisas que as pessoas jogam fora porque não cuidaram?

9 – Prefira alimentos orgânicos: os agrotóxicos não são ruins só pra nossa saúde, mas também para o meio-ambiente. Eles poluem o solo, rios e lençóis freáticos e são péssimos para o ecossistema. O Brasil é o maior consumidor de agrotóxicos do mundo (!!). Prefira alimentos orgânicos – eles são produzidos em agricultura familiar, respeitam as pessoas e o meio ambiente, são mais saudáveis e nutritivos, promovem o cuidado com o planeta pois preservam o solo, não recebem agrotóxicos e previnem o desmatamento.

10- Diminua a ingestão de carne – discursos vegetarianos à parte, porque a gente sabe como a indústria de produção de carnes é cruel, a pecuária é um dos grandes poluidores do mundo por um monte de questões: desmatamento e contaminação do solo com pesticidas para produzir ração para alimentar os animais ( aqui no Brasil 75% da área desmatada na Amazônia Legal é ocupada pela pecuária), consumo de cerca de 8% de água do planeta, destruição de ecossistemas, emissão de gás metano. Se você deixar de comer carne 1 vez por semana evita emitir 420kg de CO2 por ano (isso sem comer carne só uma vez por semana!)

Gostou? Quer receber mais conteúdos como esse? Assina a nossa lista!

Como levar uma vida mais sustentável?
Classificado como:        

Uma ideia sobre “Como levar uma vida mais sustentável?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *